Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs

Sabe o Grampo, aquele prêmio que Balbúrdia e Vitralizado tocam em parceria? Pois então: já sabemos os mais votados. E no sábado, dia 3 de fevereiro (amanhã, para os íntimos) na Ugra em São Paulo, vamos fazer o anúncio dos primeiros colocados. O lance começa 15h, com presença de Ramon Vitral, Carolina Ito, Carlos NetoContinuar lendo “Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs”

[Editorialidades] Boletim mensal & cadastro de obras de 2017

Começamos um boletim eletrônico (aka newsletter) mensal, em que enviamos um resumo do mês anterior do que saiu por aqui no Balbúrdia. Cadastre-se aqui pra receber. Além disso, também pedimos a ajuda de geral para cadastrar as obras que saíram em 2017, já pensando no Prêmio Grampo 2018. Então, se leu algo que achou maneiro, clica nesseContinuar lendo “[Editorialidades] Boletim mensal & cadastro de obras de 2017”

[Bartheman] Minha lista grampo: obrigada por esperar

“Não fazer nada, olhar a grama crescer. Deixar-se levar pelo curso do tempo: fazer um café, tomar um copo d’água… Fazer de sua vida um domingo.” (R.B.) A verdade, na verdade, é que este texto deveria ter ficado pronto em janeiro. Poderia dizer que o ano só começa na terceira semana útil depois do carnaval, masContinuar lendo “[Bartheman] Minha lista grampo: obrigada por esperar”

[Cuba Liber] Grampo 2017 por Liber Paz

Eu desconfio de listas, prêmios ou rankings. Não tenho certeza se realmente servem pra alguma coisa, além de mexer com egos. Afinal, quando dizemos que fulano ou beltrana é o ou a “melhor” do ano,  sempre cabe perguntar: melhor pra quem? Por quê? Quais os critérios? Quais as intenções em escolher um melhor?