[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – De quadro em quadro (Capítulo 1)

Imagem capitular adaptada

Dando continuidade à série de artigos que propusemos na coluna passada, seguimos para o primeiro capítulo intitulado: DE CASE EM CASE ou DE QUADRO EM QUADRO do livro CASE, PLANCHE, RÉCIT: COMMENT LIRE UNE BANDE DESSINÉE ou QUADRO, PÁGINA, NARRATIVA: COMO LER UMA HISTÓRIA EM QUADRINHOS de Benoît Peeters.

Antes, algumas considerações: Peeters secciona os capítulos do livro em pequenos tópicos (o que facilita nossa leitura e organização). No entanto, não pretendo seguir comentando minuciosamente cada um deles, pelo contrário, a ideia aqui é de síntese dos pontos-chave dessa leitura, não de sua tradução literal.

Dito isso, os subtítulos que foram escolhidos aqui (e nas próximas colunas também) têm a função de sintetizar (quando possível) o conteúdo exposto em cada bloco de texto, não sendo necessariamente correspondentes aos subtítulos propostos por Peeters, mesmo porque muitos desses blocos aqui sintetizam dois ou mais tópicos do livro.

Por fim, a leitura proposta aqui será sempre realizada em articulação com outros autores, de preferência (sempre que possível) já publicados no Brasil, reafirmando o compromisso de uma leitura coletiva e partilhada com o objetivo de ampliar o repertório do leitor.

Allons-y!

Continuar lendo “[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – De quadro em quadro (Capítulo 1)”

[Balbúrdia Café] Literatura em Quadrinhos

A pedidos da Comunidade do Primeiro Café, os balbúrderes Maria Clara e Lielson apresentaram no Primeiro Café um pequeno histórico de quadrinhos que adaptaram “livros de verdade”: literatura, poesia e outros textos clássicos que foram transformados em HQs. O destaque da coluna vai para Kaputt, de Eloar Guazelli, que adapta a crônica de guerra do jornalista italiano Curzio Malaparte.

Continuar lendo “[Balbúrdia Café] Literatura em Quadrinhos”

[Janota Balbúrdia] Grupo de Pesquisa

Logo criado pelo Valter Moreira

Meu sonho de me tornar professora de universidade envolvia a ideia de poder produzir pesquisa e (des)orientar discentes para a pesquisa e extensão daquilo que eu já estudava: quadrinhos, Oulipo, Oubapo. Desde 2018, na Universidade Federal de Santa Maria, comecei a conversar com alunos e separei em três linhas distintas: uma mais ligada à tradução, outra relacionada às oficinas de escrita e de quadrinhos, e um grupo para a pesquisa da forma dos quadrinhos.

O grupo de pesquisa “Oficinas de escrita, histórias em quadrinhos e tradução: teoria da literatura e práticas literárias” (GPOQT), inscrito nas bases do CNPq se formava lá naquele meu primeiro ano. Já em 2019 o grupo tinha participantes de fora da UFSM, que “assistiram” alguns encontros por Whatsapp (sim, o encontro era presencial e pessoas de longe interagiam pela rede). Em 2020, zarpamos para o online e, hoje, o grupo se mantém com reuniões mensais para discutir textos teóricos para pensar as relações entre a forma visual, e a história (muito Benjamin, Didi-Huberman e Barthes), a partir de ideias que já esbocei por aqui algumas vezes. Hoje, o grupo é liderado por mim e pelo Guilherme E. Silveira.

Essa linha mais específica sobre quadrinhos, “Análise e teoria das histórias em quadrinhos” acabou ganhando um apelido (minha primeira bolsista, Lauren Nascimento, que cunhou): o GPQ, um grupo dentro do grande grupo. Tenho muito orgulho de ter tanta gente fera reunida para pensar elementos de teoria dos quadrinhos, e buscar metodologias de análises formais.

E, hoje, inauguramos uma página alocada no site da UFSM, onde você pode encontrar nossos membros, nossas publicações, nossas linhas de pesquisa… Além disso, pedimos a docentes e pesquisadores do Brasil e alhures para nos enviarem suas chamadas para publicações e eventos, avisos sobre palestras, conferências etc. Vamos publicar tudo ali, basta mandar e-mail para deescritapotencial@gmail.com.

Podem ser chamadas/avisos sobre histórias em quadrinhos em quadrinhos em geral, da área de tradução literária, ou sobre oficinas de escrita potencial (Oulipo/Oubapo etc.) ou não criativa. Vamos ficar felizes em divulgar.

*O Janota Balbúrdia é uma tentativa de resumir alguns elementos de teoria dos quadrinhos. Está empoeirado, mas você acessa por aqui.

Vitralizado

Conteúdo aleatório justaposto em sequência deliberada

Vida Offline

Auto ficção

OutraCozinha

Comida é só uma desculpa pra falar do que nos mantém vivos

MONOTIPIA | MAG

Monotipia | revista digital

turgescência

maíra mendes galvão

MAKE MATTERS WORSE

How to improve the world

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Blog da Itiban

alimente-se

Liberpaz's Blog

Just another WordPress.com weblog

comic books from brazil

comic books from brazil

Lugar Certo

Tudo está no lugar certo

balbúrdia

Falamos de quadrinhos na maciota

forumsocialurbano.wordpress.com/

De 22 a 26 de março de 2010

%d blogueiros gostam disto: