[Balbúrdia TV] Balbúrdia Entrevista: imprensa e quadrinhos

A história em quadrinho nasce na imprensa… e para onde ela vai quando a imprensa começa a fechar portas?

Para ajudar a pensar um pouco sobre essa relação quadrinhos e um de seus veículos mais importantes, convidamos autores que trabalharam e trabalham em jornais para uma mesa-redonda: Adão Iturrusgarai, Ciça Pinto, Cynthia Bonacossa e Luli Penna.

Um novo ciclo, Balbúrdia entrevista AO VIVO. Condução de Maria Clara Carneiro.

Sábado, 27 de fevereiro, às 17 horas.

[Balbúrdia TV] Balbúrdia em debate

O tempo passou rápido não?

Há quase um mês a gente fez a nossa primeira live… e curtiu.

Aproveitando, portanto, o gancho da pergunta deixada pelo Diego Gerlach no chat ao vivo do evento….

…. AMANHÃ, 24 de fevereiro, teremos nova live, às 20 horas.

Participe você também!

[Com vocês] O busão – Xavier Ramos (5/5)

O preclaro Xavier Ramos nos deu a honra de publicar essa sua adaptação/homenagem ao The bus do Paul Kirchner. A série, dividida em 5 capítulos, foi publicada aqui no Balbúrdia, nas últimas quatro sextas-feiras. Hoje, vamos pra derradeira história.

Valeu muito, Xavier!

Para Ler o primeiro, aqui.

Já o segundo, o jeito é ir aqui.

Para o terceiro, sem erro: aqui.

E o quarto, bote fé, é aqui.

Já para a minha resenha sobre Urinoir, de Xavier, por aqui.

[Videoshow] Aniversário de 5 anos Balbúrdia

Amanhã, o primeiro texto publicado aqui no site faz 5 aninhos. Ou seja, BALBÚRDIA HÁ 5 ANOS, trazendo crítica de quadrinhos na maciota!

E Dandara Palankoff, Liber Paz, Lielson Zeni, Maria Clara Carneiro e Paulo Cecconi vamos conversar sobre esses primeiros passos, como foi a construção do blog.

28 de janeiro de 2021, 20h.

Venha conversar com a gente! Vai ser via Youtube, nesse link abaixo:

LinK https://www.youtube.com/watch?v=yw8qEiEEXjE

[Vem comigo] Logicomics

Logicomix – A matemática em quadrinhos*

As funções estavam bebendo no bar tranquilamente quando, de repente, apareceu uma derivada na porta. Então as funções começaram a gritar como loucas e correr para todos os lados, tentando se esconder. Depois de alguns minutos de confusão, a derivada observa uma função bebendo num canto, sozinha, tranquila. Ela se aproxima e diz: “Não tem medo de mim não?”. “Claro que não, responde a função”. A derivada replica: “Como assim?”, ao que a função diz: “Porque eu sou e^x”. “Mas, diz a derivada, quem disse que estou derivando em relação a x?”.

Continuar lendo “[Vem comigo] Logicomics”
%d blogueiros gostam disto: