[Parlatório] Pedro Moura

Na semana passada postamos uma entrevista com uma das convidadas da Des.Gráfica 2017, Dominique Goblet. Hoje é a vez do outro convidado, o pesquisador, crítico e escritor português Pedro Moura.

Continue lendo “[Parlatório] Pedro Moura”

[Parlatório] Dominique Goblet

 

“retrato de um pai ideal”

A des.gráfica desse ano vem com dois convidados das gringas interessantíssimos, e a gente tem muita honra de ter sido convidado para não apenas mediar essas conversas, assim como poder entrevistar, em primeira mão, esses caros ilustres.

Um deles é o requintado crítico de quadrinhos português Pedro Moura. O outro convidado é a Dominique Goblet, artista plástica belga, ilustradora e quadrinista, das mais importantes autoras que mexeram com o gênero autobiográfico. Emprestei Faire semblant c’est mentir há anos a alguém que amaldiçoo até a próxima geração (mentira, sou bruxa pelo bem. Mas me devolva, por favor). Continue lendo “[Parlatório] Dominique Goblet”

[1, 2, 3… já!] Listas!

CLBD10[1]

Oficina virtual de quadrinhos potenciais

Coluna para difundir e motivar atividades Oulipo-oubapianas, em que todos possam participar enviando suas produções a partir das proposições.

Eu disse, na última coluna, que não paro de falar em Gerner. VENHA ME CALAR! Então, outra técnica que ele usa muito – e é queridíssima pelos oulipianos – é a confecção de listas.

Continue lendo “[1, 2, 3… já!] Listas!”

[De A a Z] Jimmy Corrigan sou eu

Mais uma resenha desenhada. Dessa vez, Jimmy Corrigan – O menino mais esperto do mundo (Quadrinhos na Cia., 2009). Volto à leitura anos depois do primeiro contato com esta HQ que é uma de minhas principais referências para pensar narrativa – enquanto seu tradutor, Daniel Galera, me é também inspiração importante para pensar a escrita.

Continue lendo “[De A a Z] Jimmy Corrigan sou eu”

[Com vocês] Aline Zouvi resenha “A diferença invisível”

Estreia de Aline Zouvi no Balbúrdia, com suas resenhas de quadrinhos em quadrinhos. Continue lendo “[Com vocês] Aline Zouvi resenha “A diferença invisível””