[Bartheman] Da solidariedade icônica

julie doucet wordy

Julie Doucet, autora canadense da geração de Seth, Chester Brown, Adrian Tomine, tem um trabalho interessantíssimo. Não é só sobre ela que vou escrever aqui, mas gostaria de partir dessa página acima para divagar um pouco sobre quadrinhos.

Continue lendo “[Bartheman] Da solidariedade icônica”

[Videoshow] Camisetas do Balbúrdia + zine Congestionamento

Papo rápido porque propaganda é rápida.

E direta.

E cheia de pausas.

Temos o zine do André Valente Congestionamento.

Ele custa R$ 7.

Você também pode comprar seu exemplar na Itiban em Curitiba ou na Ugra em São Paulo.

Congestionamento surgiu de uma proposta de exercício oubapiano na coluna 1, 2, 3… já!, da Maria Clara Carneiro aqui no Balbúrdia. Mais especificamente NESTA COLUNA AQUI.

Temos também camisetas do Balbúrdia:

A amarela com arte do DW (responsável pelo Balbúcio, nosso mascote), nos tamanhos M, G, GG e XG

A cinza com arte de Diego Gerlach (que fez o topo do blog), nos tamanhos M, G, GG e XG

Ambas são modelo masculino e custam R$ 60 + envio.

Poucas camisetas (2 de cada, pra ser honesto) estão disponíveis na Ugra Press em São Paulo.

As medidas das camisetas são:

M: 52 x 75 cm (largura x altura)
G: 57 x 75 cm (largura x altura)
GG: 59 x 75 cm (largura x altura)
XG: 68 x 78 cm (largura x altura)

Os pagamentos são por depósito bancário, via PagSeguro da UOL ou PayPal. Se tiver interesse, entre em contato pelo balburdeio@gmail.com.

[Bartheman] Minha lista grampo: obrigada por esperar

photo_2017-03-22_20-29-48

“Não fazer nada, olhar a grama crescer. Deixar-se levar pelo curso do tempo: fazer um café, tomar um copo d’água…
Fazer de sua vida um domingo.”
(R.B.)

A verdade, na verdade, é que este texto deveria ter ficado pronto em janeiro. Poderia dizer que o ano só começa na terceira semana útil depois do carnaval, mas a verdade é que “peccavi nimis cogitatione verbo, et otium: mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa. Mas, finalmente, depois de tanto adiamento, vão aqui alguns pensamentos embaralhados, um tanto fragmentados, sobre a minha lista preparada para o Prêmio Grampo 2017. Continue lendo “[Bartheman] Minha lista grampo: obrigada por esperar”

[Teteia Puta]Lista Grampo

grampo-em-barretes-g6-chiaperini-g-6pcw1

O Grampo é a única lista que eu faço. Não tenho esse hábito. Já brinquei muito com isso, mas o meu coração já sofreu demais. Tenho dificuldades em hierarquizar as coisas que eu gosto (claro que tem coisas que você naturalmente prefere do que outras, mas em muitos casos, a competição é difícil), mudo de opinião sobre uma obra em relação a outra com certa frequência, leio, descubro, aprendo, releio e aprendo mais e os critérios mudam (#ContinueEstudando). Mas o Grampo tá aí, em toda sua glória, no segundo ano, e eu mentiria se dissesse que foi sofrido e que não foi divertido pacas, por isso espero sofrer com isso por muitos anos.

Continue lendo “[Teteia Puta]Lista Grampo”

[A consciência de Zeni] Minha lista do Grampo 2017

Não solta da minha mão, de Alexandre Lourenço

Coluna de hoje é jogo rápido: por que escolhi os quadrinhos que escolhi na minha lista do Grampo 2017? Segue a leitura.

Continue lendo “[A consciência de Zeni] Minha lista do Grampo 2017”