[Vem Comigo] Combo

download

Última visita a São Paulo rendeu umas compras de lançamentos teteia (e dois de 2016). Aqui vão alguns comentários rápidos sobre publicações lidas que merecem destaque:

Quando um dos mais importantes autores brasileiros da atualidade, Marcelo D’Salete, publicou o essencial Cumbe (Veneta, 2014), muita gente pensou a mesma coisa: esse cara precisa fazer um gibi sobre Palmares!

Acontece que o D’Salete já vinha trabalhando em um livro sobre o tema há 11 anos! E o trampo não é fácil, porque a documentação sobre Palmares é pra lá de escassa. Mesmo assim, D’Salete, publicado pela Editora Veneta, entrega a publicação mais relevante do ano, desenhos que mostram avanço na técnica do autor, uma mudança sutil no estilo de narrativa e um apanhado histórico cuidadoso, com direito a glossário, cronologia da guerra de Palmares, mapas dos principais quilombos, referências bibliográficas, enfim, uma obra riquíssima que acrescenta ao material sobre a história dos negros no Brasil.

AbreAngolaJanga

As mais de 400 páginas (feito inédito no Brasil até o momento) trazem a intriga dentro dos quilombos, Ganga Zumba, seu irmão Ganga Zona, Acotirene, o ataque de Domingos Jorge Velho, o crescimento dos quilombos pela presença dos Holandeses, e, claro, a vida de Zumbi-É-Senhor-Das-Guerras-É-Senhor-Das-Demandas-Quando-Zumbi-Chega-É-Zumbi-Quem-Manda, o maior símbolo de resistência no Brasil.

AngolaJangaMDsalete

Em um ano em que a verba para fiscalização de combate ao trabalho escravo é diminuída e a criação de uma portaria que altera as normas que caracterizam essa prática, a publicação de Angola Janga ganha ainda mais peso. O historiador Edison Carneio, em O Quilombo dos Palmares (coleção Raízes, Martins Fontes, 2001) afirma que “A simples existência dos quilombos constituía um “mau exemplo” para os escravos das vizinhanças”. Nesse sentido, a publicação dessa HQ também significa um mau exemplo (típico da Veneta, aliás), e precisamos cada vez mais deles. Vida longa ao D’Salete!

***

81fd7eHRRqL-827x1024

Ainda sob a asa da Veneta (e esse eu ganhei da editora! Muito obrigado pelo exemplar, amigos!), a segunda publicação da maravilhosa saga de Palomar, Diastrofismo Humano.

IMG_20171203_183331

As Crônicas de Palomar estão entre algumas das minhas histórias em quadrinhos favoritas. Não é novidade comparar a empreitada do autor Gilbert Hernandez com o realismo fantástico do Gabriel García Márquez, mas também não é à toa.

IMG_20171203_183410

A Veneta traz mais uma obra importante ao país. Fácil, fácil uma das minhas favoritas do ano.

***

JE_capa_PV

Salvo engano, acho que esse é o maior gibi da Lote 42 (uma decisão acertadíssima da editora pra comportar essa obra de fôlego: 345 páginas!)

ja_era_36

Já Era! é a nova fantasia /drama/aventura/comédia do Felipe Parucci (Apocalipse Por Favor, independente, 2015), que traz uma conexão bem curiosa com uma publicação mais “tímida” que saiu ano passado, Auto Ajuda (também deveras recomendado, assim como Apocalipse!)

Quadrim_Entrevista_Felipe_Parucci_Ja_Era_AutoAjuda
Capa de Auto Ajuda

Uma teteia de ler! O Felipe tá puto com o mundo e extravasa isso com humor ácido, uma narrativa ágil e um traço firme e preciso.

***

CAPA_Semilunar.indd

Semilunar é uma HQ daquelas que se faz pouco no Brasil, especialmente do jeito certo.

IMG_20171203_183431

O Camilo Solano, agora publicado pela Balão Editorial, com toda a delicadeza do seu traço (com estilo variado ao longo da HQ) e feeling pra roteiros de relacionamentos humanos, conta uma história de bullying, nó na garganta e resignação. O relacionamento humano na história é o de Maria com ela mesma e a música que desfaz sua mordaça.

IMG_20171203_183445

Um gibi muito bonito com uma curiosidade: os comentários na quarta capa não são de quadrinistas ou pessoas envolvidas com o meio, mas cantoras, compositoras e musicistas.

***

FinórioMarco

Foi o Lielson que falou “Compra que é bão demais.” Comprei e é bão demais. E não faço ideia de por que não comprei antes. Eu adoro Aos Cuidados de Rafaela, gibi do Marco Oliveira em parceria com o Marcelo Saravá, publicado pela Zarabatana em 2014.

Fin5

A editora publicou esse último gibi do Oliveira no ano passado e, por algum lapso, eu não peguei. Me explica isso, Pai! Mas beleza, paremos de viver no passado. Retificação efetuada, Finório comprado e lido.

Fin4

Ótima composição de personagens, ótima maneira de relacioná-los, ótima trama e ótima a forma como a trama se amarra, ótimos desenhos, ótimo senso de realidade, ótimo uso de luz e sombra com preto e branco chapado.

Nunca mais deixo de comprar um gibi do Marco no ano de publicação.

E o que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s