Prêmio Grampo das Grandes HQs: Os 20 jurados

Prêmio Grampo surgiu em 2016 inspirado na saudosa votação de melhores do ano do blog Gibizada, do jornalista Télio Navega, no jornal O Globo. Assim como ele fazia, dois editores do Balbúrdia, Lielson Zeni (eu) e Maria Clara Carneiro, + Ramon Vitral (do Vitralizado) convidamos várias pessoas envolvidas de diferentes formas na cena brasileira de quadrinhos a produzirem listas com o que elas consideram os 10 melhores títulos publicados no país no ano anterior. A ideia é que esse júri passe por mudanças pontuais a cada ano. De 2017 para o de 2018, foram convidados seis jurados que participam pela primeira vez da votação. Também se pede que nenhum jurado vote em livros no qual trabalhou/esteve envolvido.

Assim como em 2016 e 2017, para a edição de 2018 chamamos 20 pessoas entre quadrinistas, editores, pesquisadores, jornalistas e lojistas. A lista final com os 10 títulos mais votados e vencedores dos Grampos de Ouro, Prata e Bronze serão revelados no sábado (3/2), a partir das 15h, no Dia do Quadrinho Nacional na Ugra. No domingo (4/2) você encontra no Balbúrdia e logo ali no Vitralizado os rankings individuais de cada um dos jurados e a lista completa com todos os títulos votados. Por enquanto, apresentamos os nossos 20 jurados de 2018:

Carlos Neto [jornalista e apresentador do Papo Zine];
Carol Ito [jornalista, quadrinista, pesquisadora de quadrinhos e coordenadora da página Políticas];
Cecilia Arbolave [sócia e editora da Lote 42];
Daniel Lopes [editor de quadrinhos e apresentador do Pipoca e Nanquim];
Daniela Cantuária P. Utescher [sócia e editora da Ugra Press];
Dandara Palankof [jornalista, pesquisadora, editora da Plaf, balbúrder e tradutora de HQs];
Érico Assis [jornalista, tradutor e pesquisador de quadrinhos, editor do A Pilha];
Larissa Martina [proprietária da RV Cultura e Arte];
Liber Paz [quadrinista, pesquisador, professor universitário e balbúrder];
Lielson Zeni [editor, pesquisador, roteirista de quadrinhos e balbúrder];
Luciana Foraciepe [editora da Maria Nanquim];
Maria Clara Carneiro [tradutora, pesquisadora de HQs, professora universitária e balbúrder];
Milena Azevedo [roterista de quadrinhos, resenhista do Universo HQ e integrante do selo Pagu Comics, da Editora Cândido];
Mitie Taketani [proprietária de Itiban Comic Shop];
Paulo Cecconi [tradutor de quadrinhos e balbúrder];
Paulo Floro [jornalista e pesquisador de quadrinhos, um dos editores da Revista O Grito! e da revista Plaf];
Ramon Vitral [jornalista e editor do Vitralizado];
Raquel Moritz [editora, publicitária e apresentadora do Pipoca Musical];
Sérgio Chaves [produtor editorial e roteirista de quadrinhos, editor da Café Espacial];
Thiago Borges [jornalista, editor do O Quadro e o Risco].

Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs

Sabe o Grampo, aquele prêmio que Balbúrdia e Vitralizado tocam em parceria? Pois então: já sabemos os mais votados. E no sábado, dia 3 de fevereiro (amanhã, para os íntimos) na Ugra em São Paulo, vamos fazer o anúncio dos primeiros colocados. O lance começa 15h, com presença de Ramon Vitral, Carolina Ito, Carlos Neto e Thiago Borges (todos membros do júri dessa edição). Também vai rolar uma retrospectiva da cena brasileira de 2017 nos quadrinhos.

No domingo, você lê no Vitralizado e por aqui as listas completas dos 20 jurados, bem como o ranqueamento final. Já tem seu palpite de quem apareceu nas listas deste ano?

Na edição passada do Prêmio Grampo, anunciada em janeiro de 2017, o Grampo de Ouro ficou com Bulldogma (Veneta), de Wagner Willian; Você é Um Babaca, Bernardo (Mino), de Alexandre S. Lourenço, levou o Grampo de Prata; e Desconstruindo Una (Nemo), da quadrinista britânica Una ganhou o Grampo de BronzeEm 2016, Ouro, Prata e Bronze ficaram, respectivamente, com Aventuras na Ilha do Tesouro (Mino), de Pedro Cobiaco); Talco de Vidro (Veneta), de Marcello Quintanilha; e Dupin (Zarabatana), de L.M. Melite.

O Grampo é um esforço conjunto Vitralizado/Balbúrdia para registrar um período ímpar na história dos quadrinhos publicados no Brasil a partir da avaliação de alguns de seus personagens. A dinâmica da votação continua a mesma dos últimos dois anos: cada um dos jurados enviou um ranking com seus 10 trabalhos preferidos. O primeiro colocado de cada ranking recebeu 10 pontos, o segundo nove, o terceiro oito e assim por diante até o 10º com 1 ponto. Depois de amanhã, 5ª (1/2), apareça por aqui e no Balbúrdia pois revelaremos os nomes dos membros do júri do Grampo 2018. Enquanto isso, deixo a pergunta: qual você considera o melhor quadrinho publicado no Brasil em 2018?

PS: a arte do logo do prêmio é do Jairo. Valeu demais, camarada!

Angouleme rapidão

Parte dos balbúrderes partiu pruma comic trip em Angouleme.

Dá pra ver um pouco do Festival pelo nosso Instagram (AQUI) e mais pra frente acho que falamos mais do que vimos por aqui.

[Kitinete HQ] Melhores de 2017 – por Rodrigo Scama

Complementando os Melhores de 2017 do Kitinete HQ, aqui está a seleção de Rodrigo Scama.

[Kitinete HQ] Melhores de 2017 – por Liber Paz

No embalo das tradições de começo de ano, Liber Paz apresenta sua lista de quadrinhos favoritos de 2017.