[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – As aventuras da página (Capítulo 2)

Imagem capitular adaptada.

Seguimos com mais um artigo da série que contempla a leitura do livro CASE, PLANCHE, RÉCIT: COMMENT LIRE UNE BANDE DESSINÉE ou QUADRO, PÁGINA, NARRATIVA: COMO LER UMA HISTÓRIA EM QUADRINHOS, de Benoît Peeters.

Na última coluna, vimos que Peeters dissertou sobre as características fundamentais do quadro e nos apresentou conceitos importantes apropriados de Pierre Fresnault-Derruelle, que dizem respeito aos protocolos de leitura linear e tabular, bem como a tensão ou o “desequilíbrio” entre o récit e o tableau que, em uma tradução literal, fazem referência à história e ao quadro (pintura) que serão mais bem explorados na presente coluna.

Continuar lendo “[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – As aventuras da página (Capítulo 2)”

[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – De quadro em quadro (Capítulo 1)

Imagem capitular adaptada

Dando continuidade à série de artigos que propusemos na coluna passada, seguimos para o primeiro capítulo intitulado: DE CASE EM CASE ou DE QUADRO EM QUADRO do livro CASE, PLANCHE, RÉCIT: COMMENT LIRE UNE BANDE DESSINÉE ou QUADRO, PÁGINA, NARRATIVA: COMO LER UMA HISTÓRIA EM QUADRINHOS de Benoît Peeters.

Antes, algumas considerações: Peeters secciona os capítulos do livro em pequenos tópicos (o que facilita nossa leitura e organização). No entanto, não pretendo seguir comentando minuciosamente cada um deles, pelo contrário, a ideia aqui é de síntese dos pontos-chave dessa leitura, não de sua tradução literal.

Dito isso, os subtítulos que foram escolhidos aqui (e nas próximas colunas também) têm a função de sintetizar (quando possível) o conteúdo exposto em cada bloco de texto, não sendo necessariamente correspondentes aos subtítulos propostos por Peeters, mesmo porque muitos desses blocos aqui sintetizam dois ou mais tópicos do livro.

Por fim, a leitura proposta aqui será sempre realizada em articulação com outros autores, de preferência (sempre que possível) já publicados no Brasil, reafirmando o compromisso de uma leitura coletiva e partilhada com o objetivo de ampliar o repertório do leitor.

Allons-y!

Continuar lendo “[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – De quadro em quadro (Capítulo 1)”

[Balbúrdia Café] Literatura em Quadrinhos

A pedidos da Comunidade do Primeiro Café, os balbúrderes Maria Clara e Lielson apresentaram no Primeiro Café um pequeno histórico de quadrinhos que adaptaram “livros de verdade”: literatura, poesia e outros textos clássicos que foram transformados em HQs. O destaque da coluna vai para Kaputt, de Eloar Guazelli, que adapta a crônica de guerra do jornalista italiano Curzio Malaparte.

Continuar lendo “[Balbúrdia Café] Literatura em Quadrinhos”
Vitralizado

Conteúdo aleatório justaposto em sequência deliberada

Vida Offline

Auto ficção

OutraCozinha

Comida é só uma desculpa pra falar do que nos mantém vivos

MONOTIPIA | MAG

Monotipia | revista digital

turgescência

maíra mendes galvão

MAKE MATTERS WORSE

How to improve the world

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Blog da Itiban

alimente-se

Liberpaz's Blog

Just another WordPress.com weblog

comic books from brazil

comic books from brazil

Lugar Certo

Tudo está no lugar certo

balbúrdia

Falamos de quadrinhos na maciota

forumsocialurbano.wordpress.com/

De 22 a 26 de março de 2010

%d blogueiros gostam disto: