Tags

, , ,

Morte

Vem comigo pra Uma Morte Horrível. Vai ser legal!

A Editora Nemo está trazendo um bocado de quadrinhos muito bacanas feitos por autoras como Margaux Motin e Julia Wertz. E nessa última leva, tem a Pénélope Bagieu, que fez esse livrinho incrível.

Uma Morte Horrível é daquelas histórias leves, engraçadinhas e muito divertidas. Mas quando a gente olha melhor, percebe que tem mais coisas bem legais ali. Sem entregar as surpresas, temos a protagonista Zoé, uma moça proletária que tem uma insossa e esgotante rotina de trabalho e vida. As coisas mudam quando ela percebe que um sujeito a observa meio escondido por trás de uma janela e decide bater à porta do maluco e ver qual é.

Além do desenho adorável e do bom ritmo e condução da narrativa, a Pénélope apresenta uma protagonista que vai se transformando ao perceber que as “regras”que determinam seu papel no mundo do trabalho e dos relacionamentos podem ser subvertidas. Zoé vai tomando consciência de novas possibilidades e acaba promovendo uma pequena, mas significativa, revolução em sua vida.

Pénélope Bagieu nos oferece uma história onde ideias como “sororidade” e “empoderamento” não só são retratados na trama, como também a conduzem para um resultado original e muito feliz.