Tags

, , , , , , , , , , , , ,

Apesar de aparentemente não ter uma relação direta com quadrinhos, usamos este espaço pra homenagear Adam West, o Batman do seriado televisivo da década de 1960.

O ator morreu na sexta-feira, 9 de junho deste ano, após anos enfrentando leucemia. Sua carreira se notabilizou pela série de TV do Batman, com 3 temporadas entre 1966 e 1968 (foi a terceira série com o personagem, as anteriores são da década de 1940).

O estilo ingênuo, chamado campy, invadiu também os quadrinhos, o que é muito bizarro de se pensar hoje depois do Cavaleiro das trevas, do Frank Miller ter tornado o morcegão alguém sombrio e rouco. Neste LINK AQUI há 15 fatos curiosos sobre a série.

A Maria Clara Carneiro me lembra que não é que as onomatopeias não existissem nas HQs antes da série, mas os produtores da série, influenciados pela arte pop, acabaram por reconhecer nesse recurso um identificador de história em quadrinhos. E, por sua vez, graças ao sucesso da série, ela se tornou realmente uma marca do que a gente chama de recurso típico dos quadrinhos. É como se os quadrinhos do Batman aprendessem com Adam West a socar onomatopeicamente.

Uma volta conceitual das mais KAPOW! mesmo: a arte pop pega a onomatopeia nos quadrinhos, a torna muito visível, a série de TV usa o recurso, o que faz com que os quadrinhos, nesse retorno, empreguem as onomatopeias em maior quantidade e com maior visibilidade do que antes. Santo PLOP!, Batman!

Paulo Cecconi aproveita pra recomendar um filme com Adam West e Burt Ward (o Robin da série): “O Batmóvel foi roubado! CRASH! Quem poderá recuperá-lo? POW! A dupla dinâmica. KAPOW! Mas não é quem você está pensando, pelo menos, não exatamente. Não são Batman e Robin que partem em uma aventura contra todos os antológicos vilões do seriado do Batman da década de 1960, mas Adam West e Burt Ward, naquele que é, certamente, um dos reunion shows mais emocionantes já produzidos. Em Return to the Batcave: The Misadventures of Adam and Burt, os atores vivem uma aventura lúdica digna do antigo programa, em que relembram os tempos das gravações dos episódios (em que são, então, interpretados por outros atores) e reencontram os atores que faziam os vilões do seriado. Santa nostalgia e diversão, Batman!”

Rolou uma série de quadrinhos chamada The Misadventures of Adam West (2012-14), usando o ator que interpretava personagem de quadrinhos como um personagem de quadrinho que é um ator que interpretava personagem de quadrinhos. A DC Comics também investiu na revista Batman ’66 (2013-2016), com aventuras no tom do seriado televisivo.

Arte de Gustavo Duarte

Não há como ignorar o PRIMACIAL Batman Feira da fruta. Pessoas as quais me faltam adjetivos para recomendar, dublaram um episódio da série e usaram de fundo música “Feira da fruta”, que acabou sendo o nome da película reformada. Saiu até adaptação em quadrinho da bagaça (leia aqui).

Lembramos também que o ator ganhou um personagem todo seu na animação Family Guy: o prefeito da cidadezinha de hábitos estranhos, seu homônimo de desenho é sua persona em um universo paralelo se o próprio ator tivesse entrado para a política.

E deixei o melhor por último: esta linda homenagem em quadrinhos de Felipe 5 Horas ao ator e ao seriado, que justifica a categoria “Histórinhas” (você pode ver maior no Tumblr do Felipe).