[Vem comigo] Quadrinhos rebeldes

Dentre as várias Newsletters de boa qualidade que acumulo na minha caixa de entrada “para ler depois”, a Outros Quinhentos é uma das mais antigas. Jornalismo altermundialista contra “a ameaça da ultra-direita” e almejando “o possível pós-capitalismo”, sempre com comentários, entrevistas.

E eu não tinha visto, ainda, esses Quadrinhos Rebeldes, de Gavin Adams, em que o artista plástico usa o mais básico dos recursos oubapianos, de retirar o texto de um quadrinho e inserir novo conteúdo verbal, para produzir crítica política

e também conteúdo poético.

Boa parte dos quadrinhos que o artista pilha são bem reconhecíveis pelos leitores habituais ou até leitores superficiais. A estratégia do plágio é bem comum no século XX, em que o remix, a colagem e a apropriação se tornam práticas importantes. Sobre o assunto, aliás, sempre recomendo o texto “Do dada ao meme”, do Stêvz (na Chapamamba nº1), que aponta o uso dessa prática como “desestruturação do imaginário vigente”, ou seja: pilhar objetos culturais para trazer novas perguntas sobre o status da cultura, dos discursos que vão se cristalizando como naturais.

Stêvz lembra do caso Katz/Maus, quando a editora do primeiro chegou a abrir um fórum de discussão sobre o que significa uma paródia: embora geralmente se entenda paródia como algo de fundo jocoso, a princípio, paródia seria reinterpretação de dado signo em novo contexto, uma reatualização de uma narrativa, outra forma de ver uma coisa. No caso de Katz/Maus, Ilan Manouach investigava a sustentabilidade da obra ao se alterar um elemento: indiferenciar judeus e nazistas ao longo do livro de Art Spiegelman.

De toda forma, a releitura de Gavin desses quadrinhos em nosso panorama político hoje divertem, e nos fazem olhar de novo os quadrinhos antigos. (Estava me perguntando por que razão não deixar, porém, os nomes dos autores desses quadrinhos, quando percebi que todos os quadrinhos copiados ali são feitos em estúdio, e a gente não sabe, de fato, se quem assina é o autor ou uma empresa.)

Publicado por mckamiquase

Maria Clara Ramos Carneiro on ResearchGate https://orcid.org/0000-0003-2332-1109

E o que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: