[De A a Z] Jimmy Corrigan sou eu

Mais uma resenha desenhada. Dessa vez, Jimmy Corrigan – O menino mais esperto do mundo (Quadrinhos na Cia., 2009). Volto à leitura anos depois do primeiro contato com esta HQ que é uma de minhas principais referências para pensar narrativa – enquanto seu tradutor, Daniel Galera, me é também inspiração importante para pensar a escrita.

Continue lendo “[De A a Z] Jimmy Corrigan sou eu”

[Com vocês] Meus grampos, os do Érico Assis

grampo-final-selo-1

Érico Assis também explica suas escolhas para lista do Grampo 2017. Bora?

Continue lendo “[Com vocês] Meus grampos, os do Érico Assis”

[Vem comigo] Serrote # 21

A dica de leitura é a revista de ensaios do Instituto Moreira Salles, Serrote, especificamente, a edição 21 (novembro de 2015). Faço aqui o exercício de evitar piadinhas sobre nerds não lerem textos sem figuras – até porque a revista é lindamente ilustrada, até porque essa história é mais velha que o Töpffer, até porque HQ não coisa exclusiva de nerd.

Ensaio é o tipo de texto que tento cometer aqui no Balbúrdia, então tem essa ligação sentimental com a revista.

Mas o que vai te interessar na revista é o seguinte: um texto do Chris Ware sobre a magnífica HQ Here, de Richard McGuire (certeza que ainda vou falar dela por aqui).

Tá pouco de contexto? Então leva mais: tem 30 páginas da HQ traduzidas (trabalho do camarada Érico Assis), já que a Quadrinhos na Cia. promete Aqui pra 2016. Ah, essas páginas foram escolhidas pelo próprio autor especialmente pra Serrote.