[Vá com o Carmo] Especial: Como ler Benoît Peeters – O quadro, a página e a narrativa (introdução)

Prólogo Esse artigo dá início a uma série especial dentro da minha coluna “Vá com o Carmo”. Proponho uma breve pausa nas resenhas/ensaios e, em contra partida, te convido a um mergulho. Explico.

[Bartheman] Fragmentos do desamor contemporâneo

Era o final de dois anos de aulas de francês para uma turminha querida, e levei para eles meu capítulo favorito do meu livro favorito: “A espera”, dos Fragmentos de um discurso amoroso (Francisco Alves, 2001, tradução de Hortênsia dos Santos)de Roland Barthes. Espera. Tumulto de angústia suscitado pela espera do ser amado, no decorrerContinuar lendo “[Bartheman] Fragmentos do desamor contemporâneo”

[Bartheman] Da solidariedade icônica

Julie Doucet, autora canadense da geração de Seth, Chester Brown, Adrian Tomine, tem um trabalho interessantíssimo. Não é só sobre ela que vou escrever aqui, mas gostaria de partir dessa página acima para divagar um pouco sobre quadrinhos.