[Vem comigo] A Ilha de São Galalau

Sempre fico orgulhosa com o André Valente, um grande amigo que fiz pela via do amor à técnica, à prática, ao jogo. Ele leva a sério os jogos Oulipo-oubapianos (aliás, maior colaborador do 1, 2, 3… já!, e foi ele quem desenhou meu BARTHEMAN, o Roland Barthes que usa capa, que dá nome à minha coluna mais ensaística). E ele vai elaborando seus próprios métodos para produzir boas histórias, recorrendo a referências múltiplas para produzi-las. Continue lendo “[Vem comigo] A Ilha de São Galalau”

[1, 2, 3… já!] Exercícios de estilo e o ensino

Coluna para difundir e motivar atividades Oulipo-oubapianas, em que todos possam participar enviando suas produções a partir das proposições.
Como professora, estou cada vez mais consciente da necessidade de estabelecer critérios bem definidos para pedir uma atividade ao aluno, sobretudo um trabalho de escrita. A redação “livre” acaba, por muitas vezes, desesperando aquele que não acredita no seu potencial criador – sobretudo dentro da instituição de ensino que estabelece critérios muitas vezes difusos, nada claros para quem está aprendendo. Os exercícios do Oulipo e do Oubapo podem também ser uma ferramenta pedagógica para aprender a ler e a escrever. Trago aqui alguns poucos exemplos.

Continue lendo “[1, 2, 3… já!] Exercícios de estilo e o ensino”