[Bartheman] Defesa ilustrada da crítica das histórias em quadrinhos

balbs t shirt gerlach.gif
Ilustração do © Diego Gerlach (2017) para o empreendimento Camisas Balbúrdia

Nesse mês que termina, participamos de eventos e conversas, e lemos outras tantas discussões dos mais diversos níveis sobre a crítica. Escrevi sobre isso há bastante tempo, para a Antílope 1, mas uma das coisas mais comuns quando a gente escreve sobre a crítica, é que a massa crítica é bem reduzida, as bolhas são limitadas, e a gente acaba só “pregando para convertidos”. Fica chato me repetir e, ainda por cima, acho deselegante entrar nesse assunto, nessas conversas com meu distintivo de Crítica. Mas então, como aqui é um espaço seguro, e só a Maíra e o namorado dela vão ler mesmo, vou só apresentar algumas coisas que vêm roendo minha cachola, fazendo, em primeiro lugar, um apanhadinho histórico, depois mais específico sobre as histórias em quadrinhos, e em seguida uma breve avaliação dessa guerra polissêmica sobre escrever sobre histórias em quadrinhos. Continue lendo “[Bartheman] Defesa ilustrada da crítica das histórias em quadrinhos”

[1, 2, 3… já!] Exercícios de estilo e o ensino

Coluna para difundir e motivar atividades Oulipo-oubapianas, em que todos possam participar enviando suas produções a partir das proposições.
Como professora, estou cada vez mais consciente da necessidade de estabelecer critérios bem definidos para pedir uma atividade ao aluno, sobretudo um trabalho de escrita. A redação “livre” acaba, por muitas vezes, desesperando aquele que não acredita no seu potencial criador – sobretudo dentro da instituição de ensino que estabelece critérios muitas vezes difusos, nada claros para quem está aprendendo. Os exercícios do Oulipo e do Oubapo podem também ser uma ferramenta pedagógica para aprender a ler e a escrever. Trago aqui alguns poucos exemplos.

Continue lendo “[1, 2, 3… já!] Exercícios de estilo e o ensino”