[Vem comigo] Ergens waar je niet wil zijn

Acho que o nome desse livro se pronuncia “érguens var ie niet vil ziin”. É do holandês e, segundo o Google, quer dizer “Em algum lugar onde você não quer estar”. O livro, do belga Brecht Evens, tem uma efusividade colorida e fluida, que se dissolve, como a aquarela, em uma narrativa existencialista (da náuseaContinuar lendo “[Vem comigo] Ergens waar je niet wil zijn”

[Bartheman] Meu 3º grampo

Parece que foi ontem quando certa @ no Twitter me pediu uma lista dos melhores quadrinhos do ano para um tal de prêmio Grampo… Na verdade, parece que faz tanto tempo, pois de lá pra cá foi uma BALBÚRDIA só!

[Cuba Liber] Minha lista do Grampo

Hey! Feliz ano novo! Fazer listas é dizer tchau pra 2017, que aliás foi muito bacana em termos de gibis, né? Muita coisa boa. Meu método pra fazer a lista pro Prêmio Grampo 2018 foi sentar num sofá, relaxar e anotar o nome dos gibis que eu li e que conseguia lembrar. Minha ideia eraContinuar lendo “[Cuba Liber] Minha lista do Grampo”

Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs: O resultado final

O quadrinista Marcelo D’Salete é o vencedor do Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs. O álbum Angola Janga – Uma História de Palmares (Veneta) consta em 18 das 20 listas de eleitores convidados do Grampo, tendo acumulado 158 pontos na contagem dos votos. O gibi vencedor ficou à frente de Aqui (Cia das Letras), deContinuar lendo “Prêmio Grampo 2018 de Grandes HQs: O resultado final”