[Bartheman] Corpos inviáveis

Jeanine está sendo entrevistada por um rapazote, o Matthias Picard. A um determinado momento, ela percebe rabiscos no caderno dele, a quem ela confiava a sua história: – Você está desenhando quem? – Seu pai. – Mas… você não sabe como ele se parece. – Não, eu imagino. – Ele era italiano, o meu pai…

[Vem comigo] Sangre di mi sangre

Tem uma cena de Sangre di mi sangre (Astiberri, 2012) que  me vem sempre à cabeça quando quero pensar na poética específica dos quadrinhos. A cena é uma casa de vários andares e janelas grandes, alguém bate à porta.

[Com vocês] Lady’s Comics

Pedimos às Ladies Mariamma Fonseca, Samanta Coan e Samara Horta nos contarem um pouco sobre o que elas viram mudar em seus seis anos no ar: muito caminho andado, e muito ainda pela frente!

Vitralizado

Conteúdo aleatório justaposto em sequência deliberada

Vida Offline

Auto ficção

OutraCozinha

Comida é só uma desculpa pra falar do que nos mantém vivos

MONOTIPIA | MAG

Monotipia | revista digital

turgescência

maíra mendes galvão

MAKE MATTERS WORSE

How to improve the world

palavrasecoisas.wordpress.com/

Comunicação, Subculturas. Redes Sociais. Música Digital. Sci-fi

Blog da Itiban

alimente-se

Liberpaz's Blog

Just another WordPress.com weblog

comic books from brazil

comic books from brazil

Lugar Certo

Tudo está no lugar certo

balbúrdia

Falamos de quadrinhos na maciota

forumsocialurbano.wordpress.com/

De 22 a 26 de março de 2010